quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Os tipos de amor.

Certa vez, fui questionada sobre os tipos de amor e qual era o mais bonito. Fiquei com cara de caneca e não consegui responder nada. Para mim, todos os amores são os mais bonitos, mesmo com suas falhas, paranoias e abandono.
Como dizer que o amor que sinto pela minha mãe é mais bonito que o que sinto pelo o meu pai? Como dizer ou medir o amor que sinto pelo namorado atual e o que senti pelo ex? Complicado. Ninguém quer dar o braço a torcer e dizer que ama mais o namorado passado do que o atual. Todo mundo quer amar tudo a toda hora, inclusive a pessoa que acorda do seu lado e que te da um beijo de boa noite antes de dormir.
Acho que o amor mais bonito é aquele fiel, honesto, sincero, companheiro e não tão sério. Pessoas sérias demais são amargas e ninguém quer isso, também.
Acho bonito o homem que abre a porta do carro para a mulher. O filho que chama a mãe de "senhora" e que a trata como rainha. Acho bonito a mulher que mesmo depois de 20 anos de casamento, ainda se arruma para o marido e faz questão de comemorar o aniversário de namoro, com direito a presentinhos e um jantar atrapalhado, mas feito com carinho.
Acho lindo encontrar um casal de idosos tomando café. Acho divino o homem que sai de uma reunião e liga para a mulher, para perguntar se está tudo bem e dizer que a ama.
Fico maravilhada com a mãe que é melhor amiga dos filhos, mas que sabe impor limites. Acho impressionante o pai que sabe ser delicado e parceiro e não durão e arrogante.
O amor mais bonito é aquele que nos faz bem e que vale a pena. Sem mais.

3 comentários:

  1. eu não me surpreendo com as suas palavras, pois sei que nelas eu sempre encontrarei amor!
    muito lindo, a forma com que você descreveu esse sentimento.

    ResponderExcluir