quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

 Precisamos conversar. Não aguento mais essa dúvida, essa coisa presa em mim. Gosto de você. NÃO! NÃO! não precisa se assustar. Não quero pedir e nem cobrar nada. Só quero dizer mesmo, sabe? Sou feita disso. Chega uma hora que preciso falar as coisas de uma vez.
Não precisa ficar com essa cara, vai. Não é nada grave. Podemos reverter isso (acho). Sei que as coisas vão ficar estranhas depois. Tem dias que quando olho pra você, sinto vontade de sair correndo, mas de madrugada te acho um pouco mais atraente. Sei lá, deve ser porque nessa hora ninguém vai ver além de mim, não é?
Estou tentando falar com jeito, vai. Não quero magoar ninguém. Eu PRECISO gostar de você, até porque vou te carregar em mim para o resto da vida. A gente sempre vai ter uma ligação muito forte. Você sabe disso.
Preciso dizer que tem dias que o seu rosto parece ficar torto (ou estou ficando estrábica?). Preciso dizer que você tem uma beleza própria e cheia de interrogações. Tô cansado de ficar em pé, mas nem podemos sentar. Gosto de conversando olhando nos olhos. Coisa minha.
Bom, não vou falar mais. Você está começando a bocejar e a fechar os olhos.
Amanhã limpo direito o espelho, juro. Conversar com um reflexo falhando é pau, viu!

3 comentários:

  1. Pô Alessandra, você matou a pau!
    Eu estava numa expectativa danada para ler o final e você me vem com essa
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Muito bom, adorei, parabéns!
    Grande beijo querida!!!

    ResponderExcluir